Ex-ministro Guido Mantega depõe na Polícia Federal e sai sem falar

Flavia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil

O ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, prestou depoimento hoje (9) por cerca de três horas, na sede da superintendência da Polícia Federal, na capital paulista. Ele foi conduzido de forma coercitiva (quando a pessoa é levada para depor e depois é liberada) na nova fase da Operação Zelotes, deflagrada pela Polícia Federal nesta segunda-feira. Mantega entrou e saiu por uma entrada privativa do prédio sem falar com a imprensa.

A Polícia Federal pretende apurar a ligação do ex-ministro com a empresa Cimento Penha, suspeita de comprar decisões do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), ligado ao Ministério da Fazenda. No Carf, são julgadas as ações de empresas que recorrem contra multas aplicadas pela Receita Federal.

Esta etapa da operação foi desenvolvida no Distrito Federal, Pernambuco e São Paulo. A operação Zelotes foi deflagrada em março de 2015, com o alvo principal sendo um esquema de fraudes nos julgamentos do Carf.

De acordo com investigações, conselheiros do Carf participantes do esquema passavam informações privilegiadas para escritórios de assessoria, consultoria ou advocacia, que prometiam a empresas multadas controlar os julgamentos dos recursos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos