Ministério exonera coordenador-geral de Saúde Mental

Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil

Portaria do Ministério da Saúde publicada hoje (9) no Diário Oficial da União exonerou hoje o coordenador-geral de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas, Valencius Wurch Duarte Filho, alvo de protestos desde sua nomeação para o cargo em dezembro do ano passado. Pouco tempo após o médico assumir o posto, o movimento pela reforma psiquiátrica promoveu uma série de protestos em diversas cidades do país pedindo a saída de Wurch, que foi diretor na Casa de Saúde Doutor Eiras.

No início do ano, militantes de entidades que defendem o tratamento de transtornos mentais fora dos manicômios fizeram ato público em frente à sede ministério, em Brasília, protestando  contra a nomeação do diretor e alegando que ele tem posições incompatíveis com os avanços da reforma psiquiátrica brasileira.

Em nota divulgada em janeiro deste ano, o Ministério da Saúde disse que o governo federal tem impulsionado a construção de um modelo humanizado de saúde mental, mudando o foco da hospitalização e promovendo tratamento com base em um modelo de cuidados voltado para a reinserção social, a reabilitação e a promoção de direitos humanos.

Segundo o ministério, a escolha do médico psiquiatra vinha reforçar essa política. Wurch participou das discussões que culminaram na reforma psiquiátrica, amplamente debatida pela sociedade e aprovada pelo Congresso Nacional. "O Ministério da Saúde considera a reforma psiquiátrica uma conquista do setor e não admite retrocessos na política em desenvolvimento", informava a pasta, no início deste ano.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos