FGTS poderá investir em Letras de Crédito Imobiliário

Maiana Diniz - Repórter da Agência Brasil

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou nesta terça-feira (10) o investimento em Letras de Crédito Imobiliário (LCI) em operações habitacionais com recursos do FGTS durante reunião no Ministério do Trabalho e Emprego em Brasília.

Em fevereiro deste ano o Conselho havia autorizado o investimento de R$ 10 bilhões em Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI). Agora o valor aprovado em fevereiro será estendido às operações em LCI.

Todos os anos, o FGTS compra um título a uma taxa de juros de 7,5% ao ano dos bancos públicos e privados. Ao receber o valor investido, os bancos precisam usar os recursos para financiar habitações nos limites do Sistema Financeiro de Habitação. O prazo de amortização para operações em CRI é de 180 meses. Para LCI, será de 120 meses.

Os conselheiros também aprovaram mudanças no orçamento financeiro do FGTS para 2016. A expectativa é que este ano sejam aplicados R$ 103,2 bilhões nas áreas de habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana.

As LCIs são títulos de crédito de renda fixa lastreados por crédito imobiliário, garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária de imóvel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos