Esplanada amanhece tranquila no dia em que Senado vota impeachment de Dilma

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil

Antonio Cruz/Agência Brasil

Movimentação na Esplanada dos Ministérios durante sessão plenária do Senado para decidir sobre a admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff Antonio Cruz/Agência Brasil

A Esplanada dos Ministérios amanheceu fechada para veículos hoje (11) e deverá permanecer assim até o fim da votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff no Senado Federal. Assim como aconteceu no início dos discursos sobre o processo na Câmara dos Deputados, no dia 17 de abril, a Esplanada estava tranquila durante a manhã de hoje, sem manifestações.

Antonio Cruz/Agência Brasil

 As principais vias de acesso à Esplanada dos Ministérios estavam fechadas para veículosJosé Cruz/Agência Brasil

Os servidores que chegaram para trabalhar acessaram o local a pé, a partir da Rodoviária, ou de carro, pelas vias dos prédios anexos, N2 e S2, atrás dos edifícios sede dos ministérios.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social do Distrito Federal, o esquema de segurança será o mesmo adotado na votação do impeachment da presidenta Dilma na Câmara dos Deputados.

Manifestantes que chegarem para acompanhar de perto a votação no Senado, serão separados por um corredor de 80 metros de largura e 1 quilômetro de comprimento. No meio do corredor, um muro de dois metros de altura foi novamente montado.

Os manifestantes contrários ao impeachment ficarão do lado norte da Esplanada, do mesmo lado do Teatro Nacional, e os favoráveis ficarão do lado sul, próximo ao Museu da República.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos