Aécio Neves retorna ao Planalto e diz que PSDB é solidário a agenda de reformas

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

Ao entrar no Palácio do Planalto pela primeira vez depois de mais de dez anos, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do PSDB, disse que o governo de Michel Temer tem que ter "ousadia" e trabalhar a partir de hoje como se fosse um governo definitivo.

"Isso é essencial para passar confiança e reverter expectativa muito negativas que o governo do PT deixou. Nós estamos aqui para reiterar que o PSDB está solidário a essa agenda de reformas,  para ajudar o governo", disse.

O PSDB terá três pastas na gestão do presidente interino Michel Temer. O presidente da legenda chegou ao lado de parlamentares correligionários e do novo ministro das Cidades, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE). Ao ser abordado por jornalistas, Aécio Neves tentou se lembrar se era a primeira vez que pisava no Planalto após a saída do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas disse que no início do governo de Luiz Inácio Lula da Silva esteve no local duas ou três vezes enquanto governador de Minas Gerais.

Segundo Aécio, que informou ainda não conhecer todos os nomes da equipe do peemedebista, esse é "o ministério do possível". "Não é o ministério das expectativas. Tem que dar certo. Posso dizer que os nomes que ele buscou no PSDB são altamente qualificados", disse.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos