Ministros dizem que preparação para a Rio 2016 não muda com novo governo

Marcelo Brandão e Paulo Victor Chagas - Repórteres da Agência Brasil

Brasília - Os ministros do Esporte, Leonardo Picciani (E), e do Turismo, Henrique Eduardo Alves, falam sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Palácio do Planalto (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília - Os ministros do Esporte, Leonardo Picciani (E), e do Turismo, Henrique Eduardo Alves, falam sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Palácio do Planalto Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os ministros do Esporte, Leonardo Picciani, e do Turismo, Henrique Eduardo Alves, disseram hoje (16), em Brasília, que os preparativos da Olimpíada Rio 2016 ocorrem dentro do esperado e que os jogos serão um "sucesso", apesar das mudanças no cenário político do país com a troca de governo. 

"Todos nós saímos mais seguros e convencidos do sucesso dos jogos. Existem questões a serem tratadas, mas dentro do cronograma. Lógico que em um evento desse tamanho existem questões a serem solucionadas, mas está tudo dentro do previsto", disse Picciani.

Picciani disse que o presidente da República interino Michel Temer conversou por telefone com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e deu garantias de que os jogos acontecerão como o previsto. "O presidente do COI pode escutar do presidente Temer que todo o apoio e garantias pelo Estado à realização dos jogos serão efetivadas e cumpridas", disse.

Os dois ministros concederam entrevista coletiva na noite desta segunda-feira após reunião com Temer, no Palácio do Planalto. Foi o primeiro encontro da equipe do novo governo para discutir especificamente os preparativos para a Rio 2016. Além de Picciani e Alves, participaram do encontro os ministros da Defesa, Raul Jungmann, da Casa Civil, Eliseu Padilha, da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Sérgio Etchegoyen.

Segundo Picciani, o grupo ouviu explicações técnicas de que a segurança dos jogos está "absolutamente sob controle" e que foi tudo "bem planejado".

Os comandantes da Marinha, General Villas Boas, do Exército, Tenente-Brigadeiro do Ar Botelho; da Aeronáutica, Almirante Ademir Sobrino, e o secretário Nacional da Secretaria de Segurança para Grandes Eventos do ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, também estiveram na reunião com Temer.

Manifestações

Perguntados se o novo governo teme manifestações favoráveis à presidenta afastada Dilma Rousseff durante a Rio 2016, Picciani e Alves demosntraram tranquilidade. Alves usou o exemplo da Copa do Mundo, quando o país convivia com manifestações contra o governo. "A Copa do Mundo foi um exemplo. [As manifestações] aconteceram e foram tratadas de forma respeitosa e democrática, não afetaram em nada o desempenho da Copa. Acho que essa consciência o povo brasileiro tem."

Sobre mudanças na equipe do Ministério do Esporte a pouco meses da Olimpíada, Picciani disse que fará alterações, mas manterá "a maioria do corpo técnico".

"Não há como se mudar todos os envolvidos [com os jogos] e não é nossa intenção fazê-lo. Ocorrerão mudanças, mas a grande maioria do corpo técnico será preservado."

Já a permanência do ex-ministro Ricardo Leyser no ministério como Secretário Nacional de Alto Rendimento, cargo que ocupava antes de ser assumir o comando da pasta, não está garantida. Sobre esse cargo, Picciani disse apenas que está avaliando "sem açodamento" a manutenção ou não da equipe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos