Bairros amanhecem sem energia após temporais em São Paulo

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

O temporal que atingiu a cidade de São Paulo, no final da tarde de ontem (16), causou a morte de uma mulher e deixou oito feridos, entre eles, uma criança de dois anos. Várias localidades amanheceram sem luz, devido ao rompimento da fiação de distribuição de energia. Segundo a Eletropaulo, equipes da concessionária de energia trabalham para restabelecer os serviços. As zonas sul e oeste foram as mais atingidas por falta de luz, incluindo os bairros de Parelheiros, Pompeia e Lapa. O tempo deve continuar fechado e chuvoso hoje (17).

O Corpo de Bombeiros registrou a queda de 177 árvores. As rajadas de vento chegaram a 60 quilômetros por hora. Só na região da Subprefeitura da Sé, a ventania arrancou 13 árvores.

A mulher que morreu e a criança ferida estavam numa barraca no Largo da Concórdia, que foi atingida na queda de uma árvore. O acidente ocorreu por volta das 17h30. No bairro de Perdizes, ocorreu o desabamento de uma marquise em uma lanchonete na Avenida Professor Alfonso Bovero, deixando três feridos. Mais quatro pessoas ficaram feridas no desabamento de uma estrutura de ferro e acrílico da feira independente de artes Ateliê Aberto. No momento, estavam 15 pessoas no local. Segundo a prefeitura, as vítimas foram encaminhadas para a Santa Casa de Misericórdia e estão fora de perigo. A foi operada em decorrência de lesões no abdômen e no tórax, respira por aparelhos e tem quadro de saúde estável. A mãe da menina, Deise Cristina Sousa Santos, sofreu fratura no fêmur e está em observação.

Vias obstruídas

Uma árvore caiu sobre um veículo na alça de acesso da Avenida Prestes, mas os seus dois ocupantes não se feriram. Entre as vias que ainda estão obstruídas por queda de árvores está a Rua Santo Antônio, no centro da cidade. No bairro da Mooca, na zona leste, o vento derrubou a fachada de um galpão que caiu sobre um caminhão. Não houve feridos, mas a rua está interditada. Na zona oeste, a chuva derrubou parte do muro do Cemitério Araçá. Segundo a administração do cemitério, túmulos foram danificados por queda de árvores.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), houve queda de granizo no centro da capital paulista ontem. A aproximação de uma frente fria foi a responsável pelas chuvas e pelo declínio das temperaturas em São Paulo.

 

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos