PM dispersa grupo do MTST que acampava perto da casa de Temer em São Paulo

Da Agência Brasil

A Polícia Militar (PM) dispersou, no início da madrugada de hoje (23), com bombas de efeito moral e jatos d'água, o grupo de manifestantes ligado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que acampavam nas proximidades da casa do presidente interino Michel Temer, no Alto de Pinheiros, bairro da zona oeste de São Paulo. Os militantes montaram as barracas no começo da noite de ontem (22), após participar de passeata contra o governo interino, que saiu do Largo da Batata, em Pinheiros, em direção à casa de Temer.

Na tarde de ontem, todos os acessos à Rua Bennet e à Praça Conde de Barcelos, no Alto de Pinheiros, foram fechados pela PM. Segundo a assessoria de comunicação da corporação, a decisão de interditar os acessos foi tomada em conjunto pela polícia, pelas Forças Armadas e pelo comando da segurança da Presidência da República. Temer havia deixado o local mais cedo e embarcado para Brasília por volta das 15h30.

Minha Casa, Minha Vida

Além de acusar Temer de ter praticado um golpe que culminou com o afastamento da presidenta Dilma Rousseff, os manifestantes protestaram contra a suspensão de parte do programa Minha Casa, Minha Vida. Na última terça-feira (17), o Ministério das Cidades revogou a portaria que autorizava a ampliação do programa com a contratação de unidades habitacionais na modalidade entidades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos