Comitê decide desligar termelétricas no Sul, Sudeste e Centro-Oeste

Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico decidiu hoje (1º) desligar as usinas termelétricas nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste que estão acionadas pelo critério de suprimento energético. Permanecerão ligadas apenas as usinas por ordem de mérito, ou seja, partindo daquelas de menor custo unitário (CVU) até que esteja atendida a necessidade de energia termelétrica. As usinas serão desligadas a partir de sábado (4).

Segundo o Ministério de Minas e Energia, a medida deverá refletir na redução da conta de luz dos consumidores, na revisão tarifária anual. No mês passado, o comitê já havia decidido desligar 12 usinas térmicas com custo variável unitário acima de R$ 150 por megawatt-hora (MWh).  As termelétricas vem sendo desligadas desde agosto do ano passado, por causa da melhora do nível dos reservatórios das hidrelétricas.

O acionamento das termelétricas é necessário para garantir o suprimento de energia do país, especialmente quando o nível dos reservatórios das hidrelétricas está baixo, por causa da falta de chuvas. Mas, com o uso maior de térmicas, a energia fica mais cara, e o governo pode determinar o acionamento das bandeiras tarifárias vermelha ou amarela, que representam um custo a mais na conta dos consumidores de energia. Desde abril, a bandeira tarifária acionada é a verde, ou seja, não está sendo cobrada uma taxa extra nas contas de luz.

Por causa do cenário hidrológico extremamente desfavorável nas regiões Norte e Nordeste, o comitê informou que poderá ser necessário manter o despacho térmico para garantir o suprimento energético nessas regiões. A quantidade de energia gerada por térmicas será definida em função da produção eólica na Região Nordeste e da evolução do armazenamento do reservatório da Hidrelétrica de Tucuruí.

O risco de déficit de energia nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste continua sendo zero, diz o comitê, que considerou significativa, em sua maior parte, a evolução das condições hidroenergéticas do Sistema Interligado Nacional no período úmido 2015/2016. A previsão é que os níveis de armazenamento dos reservatórios das hidrelétricas das regiões Sudeste/Centro-Oeste, Nordeste, Sul e Norte cheguem, no fim deste mês, a 51,8%, 26,9%, 66,4% e 61,7%, respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos