Bispos negligentes em casos de abusos sexuais poderão perder cargos, diz o papa

Da Agência Brasil*

Os bispos que foram negligentes em relação aos casos de abusos sexuais contra menores e adultos vulneráveis serão removidos dos cargos, decretou hoje (4) o papa Francisco no Motu Proprio (documento de iniciativa pessoal do papa), cujo título é "Como uma Mãe Amorosa". O papa diz ainda que a missão de proteger e do cuidar se refere a toda Igreja, mas envolve em particular os bispos.

Destaca também, entre outras coisas, que, após os argumentos apresentados pelo bispo, a congregação pode "decidir por uma investigação suplementar" e mais aprofundada. A "missão de proteção e do cuidar diz respeito a toda Igreja, mas é especialmente por meio de seus pastores que este deve ser exercido", informa o  documento. Especifica-se, outrossim, que este dano pode ser "físico, moral, espiritual ou patrimonial".

O Vaticano anunciou ainda que quando os indícios são "sérios" a Cúria Romana pode "iniciar uma investigação" informando ao interessado que tem "a possibilidade de defender-se". Depois dos todos os procedimentos de apuração, a decisão final deve ser apresentada ao papa antes da "decisão definitiva", que será assessorado por um colégio de juristas.

 

*Com a Rádio do Vaticano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos