Administração do Mané Garrincha entrega à Polícia imagens de briga de torcedores

Pedro Peduzzi - Repórter da Agência Brasil

A boa qualidade das imagens captadas pelas câmeras do Estádio Nacional Mané Garrincha ajudará a Polícia Civil a identificar os torcedores do Flamengo e do Palmeiras envolvidos na confusão ocorrida no jogo deste domingo (5).

De acordo com o titular da 5ª Delegacia de Polícia, Rogério Oliveira, as imagens só foram entregues na madrugada de hoje (6), após terem sido recolhidas por técnicos do estádio. Apesar de todos os 21 torcedores detidos ontem já terem sido soltos, será possível, ao final dos exames periciais, identificar quais deles estavam envolvidos na confusão.

Segundo o delegado, ao que parece, a briga de torcidas envolveu apenas integrantes de torcidas organizadas vindas de outros estados (Rio e São Paulo). "As imagens mostram que as três vítimas estavam entre esses torcedores, inclusive a que está hospitalizada, em estado mais grave", disse à Agência Brasil o delegado. Não é a primeira vez que integrantes de grupos vindos de outros estados causam problemas no Estádio Nacional. Já houve casos envolvendo integrantes de tiorcidas organizadas do São Paulo, do Corinthians e do Vasco.

"O problema são as torcidas de fora. Para evitar isso, a vinda deles tinha de ser proibida. Ou se faz isso, ou teremos de dividir, de forma mais eficiente, as torcidas", acrescentou Oliveira.

Segundo o delegado, dos 21 detidos, dois foram reconhecidos pelos policiais militares e já foram autuados por desacato e resistência à prisão. Nas imagens obtidas com a administração do estádio, é possível ver provocações das torcidas e o recuo dos torcedores do Flamengo no momento em que os palmeirenses se agruparam e partiram para cima. Em algumas das imagens mostradas à Agência Brasil é possível ver as vítimas caindo no momento da fuga, pouco antes das agressões começarem.

A partir de hoje, com a ajuda de peritos e do setor de inteligência, os policiais pretendem identificar quais dos 21 torcedores detidos - e já soltos - envolveram-se na briga. "A ideia é punir exemplarmente e deixar claro a todos que o Estádio Nacional de Brasília conta com uma estrutura de câmeras que sempre nos possibilitará identificar torcedores arruaceiros. Dessa forma pretendemos evitar futuros problemas", acrescentou Oliveira.

Diante do ocorrido, o procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (SJTD), Paulo Schmitt, informou, por meio de sua assessoria, será apresentada, ainda nesta semana, uma denúncia com pedido de interdição do Estádio Nacional. Schmitt já solicitou imagens das cenas de violência entre os torcedores. Segundo o procurador, outras provas estão sendo analisadas. A denúncia deve ser apresentada até o dia 8.

De acordo com Schmitt, "Flamengo e Palmeiras devem ser responsabilizados por desordens, e por não manterem o local da partida em condições de segurança."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos