Firjan: manutenção da Selic em 14,25% mostra que inflação ainda está resistente

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central , de manter pela sétima vez consecutiva a taxa básica de juros (Selic) em 14,25% ao ano, mostra que a inflação ainda está resistente., de acordo c om a avaliação da Federação da Indústria do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Em nota divulgada logo depois da decisão do Copom, o Sistema Firjan destaca que "a recente mudança de postura quanto à política fiscal, na direção de maior controle dos gastos públicos, é uma sinalização importante de menor pressão sobre os preços, mas, na prática, precisa se confirmar".

O Sistema Firjan entende que a efetivação das medidas anunciadas pelo novo governo no campo fiscal é pré-condição para o início de um ciclo de redução da taxa Selic. Essa dinâmica será decisiva não só para a inflação, como também para a retomada do crescimento econômico, que por sua vez terá papel fundamental, inclusive para o equilíbrio das contas públicas, acrescenta o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos