Hospital Pedro Ernesto ainda não recebeu recursos do governo do Rio

Akemi Nitahara - Repórter da Agência Brasil

Mesmo com a decisão judicial que determinou o repasse de recursos para o Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), ligado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o depósito, que deveria ter entrado no dia 27 de maio, ainda não foi feito pelo governo do estado.

A decisão da juíza Mabel Christina Castrioto Meira de Vasconcellos veio depois de a Defensoria Pública do Rio mover uma ação civil pública e determinava que o pagamento fosse feito até o final da noite de ontem (7). Caso contrário, seria determinato o arresto do valor, além de multa diária de R$ 50 mil.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hupe, o repasse não foi feito até esta quarta (8), e o hospital está funcionando na medida do possível, com capacidade reduzida de 500 leitos para menos de 300.

Desde o início de maio, o Hupe ameaça fechar as portas por falta de condições de funcionamento. O hospital faz 450 mil consultas e 5 mil cirurgias anuais e tem cerca de 3,8 mil profissionais de saúde e da área administrativa, além de 800 terceirizados e 1.200 alunos de medicina de graduação e pós-graduação.

A Secretaria de Estado da Fazenda do Rio de Janeiro, responsável por fazer o repasse, informa que ainda não foi notificada da decisão judicial e que, "assim como já ocorria antes da decisão noticiada na imprensa, busca uma solução para o pagamento ao hospital".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos