Cardeal do Rio testemunha tiroteio ao sair do Cristo Redentor

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

O arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, foi surpreendido nesta manhã (10) por um tiroteio em Santa Teresa, centro da cidade, que durou cerca de dez minutos. Ele havia saído do Cristo Redentor e se dirigia ao Aeroporto Santos Dumont para ir a São Paulo, quando trocas de tiro nos Morros Fallet/Fogueteiro o fizeram sair do carro onde estava e se abrigar.

"Junto com muitos outros passageiros de ônibus e outros veículos. Ficamos uns dez minutos. Quando amainou um pouco, demos marcha a ré e pegamos outra rua. Os ônibus à frente continuaram parados. Não sei como terminou", disse dom Orani.

Esta foi a terceira vez que o cardeal passa por situação de violência urbana. Em julho passado, o líder religioso estava em um carro, com o motorista e um casal de amigos, quando foi abordado por homens armados no Bairro de Quintino. Em setembro de 2014, ele foi assaltado também em Santa Teresa. O carro foi interceptado por três homens armados que exigiram que todos os ocupantes entregassem seus pertences. Um dos assaltantes reconheceu dom Orani, pediu desculpas, mas ainda assim levou cordão, crucifixo, caneta, celular e uma réplica do anel de ouro que dom Orani recebeu do papa Francisco, quando se tornou cardeal arcebispo, em cerimônia no Vaticano. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos