Movimentos sociais e sindicatos protestam em Fortaleza contra governo Temer

Edwirges Nogueira - Correspondente da Agência Brasil

Os manifestantes caminharam por 2,5 quilômetros pelas principais avenidas de FortalezaEdwirges Nogueira/Agência Brasil

Movimentos sociais e entidades sindicais realizaram hoje (10) à tarde uma passeata em Fortaleza para reafirmar posição contrária ao governo interino de Michel Temer. Faixas com as frases "Fora Temer" e "Volta Dilma" eram as mais vistas entre os participantes.

A caminhada saiu da Praça Luíza Távora e percorreu cerca de 2,5 quilômetros pelas avenidas Santos Dumont e Desembargador Moreira em direção à Praça da Imprensa, no bairro Aldeota, área nobre da cidade. Além das faixas, havia um boneco gigante com o rosto de Temer, que teve os braços atados com cordas.

"Não reconhecemos esse governo golpista, que não tem o apoio popular e que seus ministros mostram a que veio. Nosso objetivo é derrubar esse governo e fazer com que Dilma volte, porque ela foi eleita pela maioria do povo brasileiro. No entanto, não vamos aceitar que ela governe com as pautas do capital internacional e do conservadorismo", disse Roberto Oliveira, da coordenação do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

O coordenador das Organizações dos Povos Indígenas do Ceará, Weibe Tapeba, denunciou perdas de direitos sociais ocasionadas pelas decisões do governo interino.

"Programas importantes, como o Programa Nacional de Habitação Rural, foi suspenso e fomos pegos de surpresa. Vários programas relacionados à saúde e educação indígena estão ameaçados e há um movimento contrário à demarcação de terras indígenas, que é nossa prioridade", concluiu Tapeba.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos