Projeto social leva música de concerto a alunos da rede pública do Rio

Paulo Virgílio - Repórter da Agência Brasil

Criado em 2011 para levar a música clássica em concertos gratuitos a crianças e adolescentes da rede pública de ensino do estado do Rio de Janeiro, o projeto Mobilidade Sonora abriu na tarde de hoje (15) sua sexta temporada, com uma apresentação na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense. O concerto reuniu cerca de 550 crianças e jovens de 9 a 17 anos, alunos de sete escolas localizadas próximas aos corredores BRT Transoeste e Transcarioca, que têm seu terminal junto ao grande espaço cultural.

O espetáculo começou com uma apresentação da companhia de dança Trevo, da Cidade de Deus, seguida do concerto da Orquestra Maré do Amanhã. O repertório foi variado, de Beethoven a Vinicius de Moraes e Roberto Carlos.

Muitos na plateia tiveram hoje seu primeiro contato com a música clássica e com os instrumentos de uma orquestra. "O concerto foi didático, com o objetivo de mostrar às crianças e jovens que qualquer gênero musical pode ser executado por uma orquestra. No final, os músicos tocaram até o funk de Anitta", disse Marcia Vaz, gerente de responsabilidade social da Federação de Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), patrocinadora do projeto.

Oportunidade

Segundo Marcia, o evento também representou para os jovens músicos da orquestra formada na comunidade da Maré, na zona norte do Rio, uma oportunidade de se apresentarem em um espaço nobre como a Cidade das Artes. O projeto vai percorrer até outubro outros locais do município do Rio e de outras cidades fluminenses: Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense; Niterói, na região metropolitana; Cabo Frio, na Região dos Lagos, e Barra Mansa, no sul do estado.

A cada apresentação, alunos das escolas públicas da região são convidados a assistirem aos shows. O transporte é feito por ônibus das empresas filiadas aos sindicatos que integram a Fetranspor.

"Queremos mostrar a esses alunos que eles podem ser o que quiserem. São jovens que vivem em áreas menos favorecidas da cidade se apresentando e trocando experiências", destacou Márcia Vaz. A expectativa dos responsáveis pelo projeto é atingir nesta temporada um público de 7 mil crianças e adolescentes, mantendo a média das edições anteriores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos