Defesa Civil do Rio identifica 736 pontos com ameaças de desastres no estado

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

O estado do Rio de Janeiro possui 736 pontos com ameaças de desastres naturais ou tecnológicos, como enchentes, desmoronamentos ou acidentes com cargas tóxicas. O levantamento está no relatório Mapa de Ameaças Múltiplas do Estado, lançado hoje (22) pela Secretaria de Defesa Civil. 

São considerados desastres naturais inundações, alagamentos, deslizamentos, enxurradas e até epidemias. Os tecnológicos incluem incêndios em aglomerações residenciais, desabamentos de prédios, desastres no transporte de produtos perigosos, derramamento de produtos químicos em rios, lagos ou mar.

Prevenção

O documento reuniu informações de 92 defesas civis municipais. Após o lançamento do mapa, a Defesa Civil Estadual manterá o trabalho com as prefeituras para elaboração dos planos de contingência municipais, um para cada ameaça identificada. A ideia é desencadear uma série de exercícios simulados de escape da população de áreas de risco.

"A partir daí, uma série de medidas serão tomadas, pois tão importante quanto conhecer o risco, é adotar essas medidas. Até o verão, teremos um semestre de trabalho pela frente. Teremos 736 planos municipais para enfrentar essas ameaças e o mesmo número de exercícios simulados, envolvendo toda a população no entorno dessas áreas de risco", explicou o diretor do Departamento Geral de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.

O maior desastre natural do estado aconteceu em janeiro de 2011, quando cerca de 900 pessoas morreram na Região Serrana por causa de enxurradas e deslizamentos de morros, a maioria ocupada irregularmente por residências.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos