Deputados distritais aprovam em primeiro turno regulamentação do Uber no DF

Kariane Costa - Repórter do Radiojornalismo

O projeto regulamentando o aplicativo foi aprovado com os votos de 23 dos 24 deputados distritaisValter Campanato/Agência Brasil

Depois de quase cinco horas de discussões e dois dias de debates no plenário da Câmara Legislativa, os deputados distritais aprovaram hoje (22), em primeiro turno e por unanimidade, a regulamentação do aplicativo Uber black (carros de luxo). 

O projeto, que tramita na Casa há sete meses, foi aprovado com 23 votos favoráveis e apenas uma ausência, a da deputada Liliane Roriz (PTB) , que está de atestado médico. 

Os parlamentares também aprovaram emendas ao projeto, entre elas a que libera o UberX, que é a modalidade mais barata do serviço de transporte. Como foi aprovada em primeiro turno, a matéria ainda terá de passar por nova votação.  

O texto enviado pelo Executivo do Distrito Federal autoriza a prestação de serviço de transporte individual privado de passageiros por meio de aplicativos da internet.  

O deputado Professor Israel (PV) defendeu a aprovação de emendas que flexibilizem o Uber. "Não podemos limitar o número de concessões ou definir tarifas mínimas e máximas para o serviço", afirmou.

De acordo com o texto aprovado, os taxistas também podem atuar em aplicativos de transporte, mas devem desligar o taxímetro. As tarifas seriam definidas pelas empresas de tecnologia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos