São Gonçalo inaugura escola pública de dança

Paulo Virgílio - Repórter da Agência Brasil

Segundo município mais populoso do Rio de Janeiro, atrás apenas da capital, São Gonçalo, com mais de 1 milhão de habitantes, ganhou hoje (27) seu primeiro equipamento cultural dedicado ao ensino da dança.

Localizada no bairro Porto do Rosa, a Escola Municipal de Dança Claudio Rodrigues de Mattos foi concebida para ser um espaço de formação, com aulas gratuitas de ballet clássico e cursos livres de jazz, zumba, sapateado e dança contemporânea.
O nome da escola homenageia o cantor Claudio Rodrigues de Mattos, mais conhecido como Claudinho, que fazia dupla com Buchecha. Nascido em 1985 em São Gonçalo, Claudinho iniciou sua carreira em bailes de rap e funk da cidade. Claudinho morreu em julho de 2002, em um acidente de trânsito.

Aberta a crianças e jovens de 6 a 21 anos, a escola começou a receber inscrições para as turmas de ballet preparatório, preliminar infantil, básico e médio há cerca de dois meses. Os cerca de 500 já inscritos passarão por um processo seletivo com os bailarinos e coreógrafos que darão as aulas, a partir de agosto.

Espaço

Um diferencial da escola, que é mais um equipamento da Fundação de Artes de São Gonçalo (Fasg), é a possibilidade de companhias e artistas da cidade agendarem ensaios e apresentações gratuitas nos fins de semana. De acordo com o presidente da Fasg, Ronaldo Anquieta, a dupla função do espaço é parte da política cultural do município.

"A fundação é a instituição encarregada de fomentar a cultura em São Gonçalo e atua em duas linhas de trabalho, uma de formação e a outra de realização de eventos. Nossa proposta é implantar pelo menos um equipamento multicultural em cada distrito, para facilitar o acesso da população", disse. Segundo Anquieta, a escola é a primeira unidade pública voltada para a dança não só de São Gonçalo, mas de toda o chamado leste metropolitano fluminense, que engloba também os municípios de Niterói, Itaboraí, Magé, Maricá, Rio Bonito, Tanguá e Cachoeiras de Macacu.

Com uma verba anual de R$ 2 milhões, a Fasg administra outros cinco equipamentos culturais: o Teatro Carequinha, cujo nome homenageia o famoso palhaço brasileiro [George Savalla Gomes (1915-2006)], que morou durante toda a vida em São Gonçalo; a Casa das Artes, o Espaço Múltiplo Cultural, a Lona Cultural Lídia Maria da Silva, e a Escola de Música Pixinguinha. Em parceria com o Itaú Cultural, a prefeitura está construindo o Teatro Municipal, com inauguração prevista para este ano.

Superintendente da dança da fundação, Karen Ramos espera que a nova unidade se torne uma referência na formação de dançarinos. "A escola será de grande importância para os artistas da cidade, que muitas vezes migram para outros municípios para se qualificar", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos