Nova linha do metrô do Rio opera em agosto para atender demanda da Olimpíada

Cristina Índio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

 

O secretário de Estado de Transportes do Rio de Janeiro, Rodrigo Vieira, afirmou hoje (30) que a linha 4 do metrô, que ligará Ipanema, na zona sul da cidade, à Barra da Tijuca, na zona oeste, vai começar a funcionar a partir de 1º de agosto, para atender à demanda dos Jogos Olímpicos, que começam no dia 5 de agosto. Vieira admitiu, no entanto, que há um plano B, com a utilização de uma linha especial do BRT, caso seja necessário, para o transporte dos passageiros.

O governo estadual tem um débito de R$ 350 milhões com a concessionária e, por isso, havia o temor de que a obra pudesse parar pela falta de pagamento. Além disso, há necessidade de mais R$ 150 milhões para as obras no entorno das estações da linha 4, como asfaltamento, iluminação e calçadas. Vieira garantiu que as obras não serão paralisadas, porque o governador em exercício, Francisco Dornelles, determinou o remanejamento de recursos do orçamento fluminense, após a confirmação de que o auxílio do governo federal, no valor de R$ 2,9 bilhões, será liberado e aplicado na área de segurança.

Segundo o secretário, "as obras não irão parar. O governador me garantiu ontem à noite. Ele reorganizará as finanças e transferir recursos. É importante destacar que são cinco estações na linha 4. Nós já entregamos três [Nossa Senhora da Paz, São Conrado e Jardim Oceânico] com essa e só faltam duas estações, que serão entregues ao longo do mês de julho [Jardim de Alah e Antero de Quental]. O cronograma está justo e está sendo acompanhado diariamente".

Ainda de acordo com o secretário, "não houve redução de ritmo, mesmo quando o estado não honrou com os pagamentos, que chegaram à soma de R$ 350 milhões. Agora que a questão está resolvida não há nenhum motivo para que haja redução. Estamos seguros de que iremos entregar a linha 4 totalmente operacional após a realização de todos os testes para a utilização da população durante os Jogos Olímpicos e para o resto da história do Rio de Janeiro".

Vieira disse que todas as noites a circulação entre a Barra e a zona sul está sendo testada com três trens, para que o trecho comece a operar no dia 1º de agosto. O secretário acrescentou que os 15 trens que serão usados na linha 4 já estão sendo utilizados nas linhas 1 e 2 do Metrô. Já os demais testes estão sendo realizados, desde o ano passado, sistema a sistema. Entre os dias 1º e 5 de agosto, a linha será utilizada apenas por portadores de credenciais para os Jogos Olímpicos.

A partir de 5 de agosto, além dos portadores dessas credenciais, todos os que portarem ingressos para os jogos poderão usar metrô no trecho. Após os jogos, a partir do dia 19 de setembro, a linha será aberta ao público, no período das 11h às 15h. O período será ampliado até o final do ano, conforme a operadora for diminuindo o intervalo entre os trens e puder absorver a toda a demanda.

"A expectativa é que, até o final do ano, toda a linha esteja 100 % operacional, no horário normal de funcionamento e atendendo 300 mil passageiros todos os dias, que se deslocarão da Barra para Ipanema em 13 minutos e para o centro da cidade em 30 minutos. O beneficio é tão grande que a gente acredita que a adoção dessa linha pela população aconteça muito rapidamente", acrescentou Vieira.

Quanto à estação Gávea, também na zona sul, e que pertence à linha 4, a previsão para o término das obras é janeiro de 2018, mas o governo do estado ainda precisa de recursos para a continuação do projeto. "A estação Gávea está com 42% de finalização e falta escavar 1,2 quilômetros de trilho para chegarmos à Gávea", informou o secretário Rodrigo Vieira

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos