Voluntários serão tradutores-intérpretes na área da saúde da Olimpíada

Alana Gandra

Repórter da Agência Brasil

  • Douglas Magno/AFP

A Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro (RioSaúde), vinculada à Secretaria Municipal de Saúde, está recebendo até o próximo dia 9 de julho, no 'site' www.rio.rj.gov.br/riosaude/tirs inscrições de voluntários que queiram atuar como tradutores-intérpretes para eventuais pacientes estrangeiros que não falem português e que venham a necessitar de atendimento ambulatorial durante a Olimpíada, cuja abertura ocorrerá no dia 5 de agosto próximo. A RioSaúde administra uma unidade de saúde que servirá de referência para os atendimentos de emergência durante a Rio2016.

Os voluntários selecionados vão trabalhar na Coordenação de Emergência Regional (CER) Barra, localizada a seis quilômetros do Parque Olímpico. "São tradutores para facilitar o contato do estrangeiro que a gente for atender com os profissionais assistenciais que estão na unidade", disse hoje (30) à Agência Brasil o presidente da RioSaúde, Ronald Munk. As inscrições estão abertas para até 40 voluntários.

Munk adiantou, porém, que se o número de inscritos superar o total previsto, os excedentes poderão ser alocados no Hospital Municipal Lourenço Jorge, que integra o complexo de atendimento médico público da Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, para onde são encaminhados pacientes de trauma, resultantes de acidentes de carro e fraturas, por exemplo. "Que venham voluntários. Nós vamos encontrar formas de atendê-los e de colocá-los para fazer esse belo trabalho de voluntariado".

Os voluntários darão suporte à equipe da CER Barra, integrada por 210 médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal administrativo, que vão atender a todas as pessoas que tiverem alguma necessidade de emergência ambulatorial e estiverem fora do perímetro das áreas olímpicas. "Nós vamos atender aquelas pessoas que se sentirem mal ou tiverem algum problema de saúde na rua, na praia, no transporte público. Aí, a gente atende como unidade de emergência do Sistema Único de Saúde (SUS)", disse Munk.

A CER Barra funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. A média de atendimento alcança 11 mil pessoas por mês. Para reforçar o quadro de funcionários durante a Olimpíada, a RioSaúde está contratando temporariamente para o período em torno de 20 profissionais das áreas de saúde e administrativa porque entende que vai aumentar a demanda. "Estamos nos preparando para isso, do ponto de vista assistencial". A segunda providência é o programa de voluntários, visando dar maior conforto aos turistas estrangeiros que necessitem de atendimento médico, uma vez que terão a comunicação com os médicos e enfermeiros facilitada pelos tradutores-intérpretes. "A finalidade do programa é humanizar o atendimento aos pacientes que nós formos atender e que não falam o português".

Treinamento

Esses voluntários não receberão nenhuma remuneração financeira. Ganharão uma camiseta olímpica para se diferenciarem como voluntários tradutores, vão poder almoçar dentro da unidade de saúde e terão um certificado de participação no programa. Eles receberão treinamento para saber como funciona a unidade, o que podem e devem fazer em diversas situações. O trabalho voluntário se estenderá de 5 a 21 de agosto, com plantões de quatro horas opcionais no turno da manhã ou à tarde. A RioSaúde pede que os voluntários façam pelo menos dois plantões, não necessariamente no mesmo dia.

À noite, embora a CER funcione 24 horas por dia, não serão colocados voluntários, porque a demanda é muito menor e também porque as atividades olímpicas na região diminuem bastante nesse horário, informou Ronald Munk. "A gente está restringindo esse atendimento (dos voluntários) à parte da manhã e à tarde. Pelo menos, essa é a nossa expectativa. Nunca fizemos uma olimpíada. A gente está se precavendo, para poder atender da melhor maneira", destacou.

Os candidatos a voluntário tradutor ou intérprete devem ter conhecimentos avançados de inglês, embora a fluência em outros idiomas seja também bem-vinda. A preferência será para os candidatos que tiverem disponibilidade para trabalhar no maior número de plantões e para aqueles que tenham experiência na área da saúde, segundo informou a assessoria de imprensa da RioSaúde.

Segundo a RioSaúde, muita gente do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e até da Bósnia e Herzegovina já se inscreveu como voluntária para atuar na CER Barra.

Ex-atletas serão voluntários nas Olimpíadas

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos