Itamaraty organiza encontro com países do Cone Sul para discutir contrabando

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

Contrabando "tira dinheiro dos impostos e não gera empregos,  diz  o  ministro  José  Serra  Arquivo/ABr

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, informou hoje (1º) que o Itamaraty vai organizar um encontro com os países do Cone Sul para discutir a cooperação no combate ao contrabando na região. Segundo o ministro, estão sendo os feitos os preparativos para que o evento ocorra até o fim deste mês.

"A cooperação é em matéria de informação, em termos de forçar que eles [países da região]  reprimam essas atividades internamente. E até no sentido de fornecer equipamentos e homens, se for necessário, para esse combate", ressaltou o ministro, ao participar de um fórum sobre contrabando promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Para Serra, a entrada ilegal de produtos no Brasil é um problema que atingiu proporções gigantescas. "O contrabando em escala fenomenal, como é no Brasil, tira dinheiro dos impostos e não gera empregos", disse ele, ao lembrar que essas atividades são controladas por quadrilhas, o que também reduz a segurança dentro do país.

"É uma política que visa, sobretudo, à economia e à segurança da população brasileira", acrescentou o ministro, que enfatizou a importância de agir para coibir essas ações.

O ministro disse, inclusive, que já tratou do problema com autoridades paraguaias, uma vez que o país vizinho é apontado como uma das principais origens das mercadorias contrabandeadas que chegam ao Brasil. "O ministro das Relações Exteriores do Paraguai esteve em Brasília, conversei bastante com ele. [Os paraguaios] estão com o ânimo absolutamente cooperativo nessa matéria."

Internamente, ressaltou Serra, a intenção é integrar os trabalhos dos diferentes órgãos que atuam em relação ao tema. "O governo decidiu ter uma ação coordenada. Há setores muito competentes na área, como a Receita Federal e a Polícia Federal. O que se demanda é a coordenação, inclusive com as Forças Armadas", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos