Evento no Rio mostra tendências e inovação do setor de alimentos

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Pequenos empresários do setor de alimentação poderão conhecer novidades e tendências da área em um evento organizado pela Fderação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RJ), no Rio de Janeiro.

A ideia, segundo o gerente de Inovação do Sistema Firjan, Anderson Rossi, é estimular a entrada de empreendedores nesse segmento e capacitar os que já estão no mercado. Entre os temas, os pequenos empresários poderão se inteirar de tendências como a manufatura enxuta, segundo Rossi. "É fazer mais com muito menos, processos mais ágeis, mais enxutos, com uma abordagem sistêmica, ou seja, combatendo os desperdícios e todo um processo que não leva ao lucro nem à eficiência da organização."

Outra inovação para o setor, de acordo com o gerente da Firjan, é a união entre design e alimentação, para o desenvolvimento, por exemplo, de novas maneiras de levar comida ao trabalho. "Tudo isso é unir o design à alimentação e focar também no design de embalagens, como um diferencial para valorizar ainda mais o produto", acrescentou.

Rossi também citou os food trucks (carros de comida) como uma tendência do setor alimentício que deve continuar atraindo empreendedores. "Os food trucks entram nesse segmento como um novo modelo de negócio, ganhando as ruas, lucrando mais, oferecendo mais valor e nem sempre cobrando muito mais por esse tipo de trabalho oferecido. É uma tendência e vai continuar, certamente."

O novo tipo de negócio, no entanto, exige dos microempreendedores os mesmos cuidados que empresas tradicionais. "Não é porque vai ser um food truck que vou deixar de me preocupar com todas as etapas do negócio que estou abrindo. Porque, senão, não terei lucro e, fatalmente, meu negócio não vai ser um caso de sucesso futuro."

Tecnologia em alimentos

Durante o evento, a Firjan e o Sebrae-RJ darão suporte e informações aos empreendedores do setor de alimentação. Por meio da rede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Instituto de Tecnologia de Bioprocessos, que trabalha com alimentos e bebidas, ajudará empreendedores que queiram se lançar ou chegar ao mercado com um produto novo ou revisitado.

"Nós ajudamos esses empreendedores, por meio de novos testes laboratoriais ou clínicas tecnológicas. Eles podem nos acessar para chegar ao mercado com uma postura mais pró-ativa e certos de que seu negócio já passou por testes e análises para que eles cheguem no mercado com algo que seja um diferencial", disse Rossi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos