Senado aprova indicações de diretores do Banco Central e da CVM

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil

O plenário do Senado aprovou hoje (5) as indicações presidenciais para quatro diretorias do Banco Central (BC). O administrador Reinaldo Le Grazie foi aprovado para a Diretoria de Política Monetária; o atual procurador-geral do BC, Isaac Sidney Menezes Ferreira, foi aprovado para a Diretoria de Relacionamento Institucional e Cidadania; o economista Tiago Couto Berriel, assumirá a diretoria de Assuntos Internacionais e de Gestão de Riscos Corporativos e o economista Carlos Viana de Carvalho foi aprovado para a diretoria de Política Econômica.

Os quatro passaram por sabatina hoje mais cedo na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, onde também foram aprovados. Eles defenderam o controle da inflação, a responsabilidade fiscal e o câmbio flutuante, mas com intervenções no mercado.

O administrador Reinaldo Le Grazie, indicado para a Diretoria de Política Monetária, foi criticado por assumir cargo no BC depois de ser diretor-superintendente da Bradesco Asset Management. O líder da minoria, senador Lindbergh Farias (PT-RJ), argumentou, durante a sabatina, que há conflito de interesse. No plenário, Lindbergh voltou a criticar a aprovação de quatro novos diretores do banco antes da conclusão do processo de impeachment.

"Me espanta ver que, ainda na interinidade, o presidente interino Michel Temer mexe nos cinco diretores do Banco Central. É, no mínimo, uma contradição com quem faz esse discurso da independência do Banco Central. Podiam esperar o julgamento da presidenta Dilma, que vai acontecer no final de agosto", disse.

O líder encaminhou voto contra a indicação de Le Grazie em razão de sua ligação com o banco Bradesco, mas a favor das outras indicações por se tratarem de funcionários de carreira do BC ou provenientes da academia. "Quero demarcar aqui a nossa posição. Há uma mudança de conteúdo no Banco Central, há uma entrega para o setor privado desses importantes cargos para regulação no sistema financeiro", disse Lindbergh sobre o voto contra.

No entanto, todos os quatro foram aprovados com placares de 53 favoráveis e nove contrários para Le Grazie; 49 favoráveis e um contrário para Tiago Couto; 54 favoráveis para Carlos Viana e quatro contrários; e 51 votos a favor e dois contrários para Isaac Menezes.

Foi aprovado ainda, com 53 votos favoráveis e cinco contrários, a indicação de Henrique Balduíno Machado Moreira para exercer o cargo de Diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos