IPC-S tem variação de 0,44% em sete capitais

Flavia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil

Pesquisa feita em sete capitais constatou que a maior contribuição para a inflação foi do grupo Alimentação. A variação de preços passou de 0,07% para 0,82%  ebc

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), apresentou variação de 0,44% entre os dias 1o e 7 deste mês. O resultado ficou 0,18 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação.

O levantamento foi feito em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

Quatro das oito classes de despesa componentes do índice tiveram elevação em suas variações, sendo a maior contribuição do grupo Alimentação (0,07% para 0,82%), seguido de Educação, Leitura e Recreação (0,26% para 0,72%), Transportes (-0,22% para -0,13%) e Despesas Diversas (0,41% para 0,50%).

No sentido contrário, figuram Habitação (0,63% para 0,44%), Vestuário (0,37% para 0,10%),
Saúde e Cuidados Pessoais (0,54% para 0,51%) e Comunicação (0,11% para 0,10%).

Peso maior

Os itens que mais contribuíram para a alta do grupo Alimentação foram arroz e feijão com a taxa passando de 14,64% para 21,81%. Na classe de despesa Educação, Leitura e Recreação destaca-se a passagem aérea (6,55% para 21,38%).
Em Transportes, a gasolina (-1,59% para -1,52%) e em Despesas Diversas, bilhete lotérico (3,95% para 8,62%)

Já nos itens que apresentaram decréscimo as maiores contribuições partiram dos itens tarifa de eletricidade residencial (0,44% para 0,07%), roupas (0,15% para -0,30%), medicamentos em geral (0,11% para 0,06%) e tarifa de telefone residencial (0,12% para 0,02%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos