Em discurso Maia diz que é preciso acabar com tirania de líderes

Luciano Nascimento - Repórter da Agência Brasil

Candidato do DEM para a presidência da Câmara dos Deputados, o deputado Rodrigo Maia (RJ) abriu o discurso dizendo que, para que a Câmara retome a sua independência, é "preciso acabar com o império dos líderes". "Vamos trabalhar para acabar com o império dos lideres", disse. "Os lideres são fundamentais, mas não são os únicos que têm direito à palavra. Cada um de nós tem direio a usar esse microfone. Vamos devolver ao plenário a sua soberania".

O deputado Rodrigo Maia foi um dos eleitos para o segundo turno para a presidência da CâmaraWilson Dias/Agência Brasil

Ao abrir o seu discurso Maia relembrou sua trajetória no parlamento e disse que não imaginava que iria concorrer à presidência. O deputado disse ainda que o país só vai superar a crise política quando a Câmara conseguir superar a crise pela qual vem passando. "A solução [para a crise] não passa por nenhum outro Poder, passa pela Câmara", disse.

O deputado também citou episódios de corrupção envolvendo parlamentares. "Convoco a todos, independente do resultado, para que, a partir de amanhã, possamos virar essa página que envergonha cada um de nós, onde a prioridade hoje não é o plenário, mas o interesse pessoal de um, dois, três deputados", criticou.

Maia também voltou a afirmar que vai valorizar o papel das minorias no processo parlamentar. "Quem quer calar a oposição não quer democracia, queremos uma oposição forte ao nosso governo, porque uma oposição forte vai ajudar a enxergar os nossos erros", disse.


 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos