Segurança no aeroporto do Galeão terá 1,2 mil agentes a partir da próxima semana

Vladimir Platonow - Repórter da Agência Brasil

 

Segundo Cristiano Sampaio, da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos,o esquema de segurança contará com a participação direta de agentes de 100 paísesFernando Frazão/Agência Brasil

O Aeroporto Internacional Galeão/Tom Jobim, por onde entrará a maior parte dos atletas e turistas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, contará com 1,2 mil agentes de segurança já a partir da próxima semana. Nesta terça-feira (19), um exercício simulado colocou em prática o treinamento contra ameaças externas.

A simulação do encontro de uma bomba e sua neutralização reuniu agentes das polícias Militar, Federal e integrantes da Aeronáutica. A localização foi feita por um cão treinado. O Grupo de Bombas e Explosivos da Polícia Federal (GBE) foi acionado. Em seguida, um robô especialmente utilizado para a remoção de bombas foi utilizado e levou o artefato para uma área segura, onde a pretensa bomba acabou destruída.

Terrorismo

O esquema de segurança nos jogos contará também com a participação direta de agentes de 100 países, sendo que uma pequena parte será dedicada ao combate contra o terrorismo, segundo o coordenador regional de segurança do evento, Cristiano Sampaio.

"Existe um centro que é específico contra o terrorismo, que é o Centro Integrado Anti-Terrorismo (CIANT), no qual participam seis países, exatamente os que recentemente sofreram ou tem isso em sua realidade, como Estados Unidos, França, Inglaterra, Bélgica, Paraguai e Argentina. Eles estarão em todos os lugares, permanentementes atentos à toda informação que possa contribuir para a segurança dos Jogos."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos