Rodoviária no Rio promove mutirão de testes contra hepatite C

Da Agência Brasil

A campanha pretende atingir cerca de 50 mil pessoas que circulam diariamente pela Rodoviária Novo RioArquivo/Fernando Frazão/Agência Brasil

concessionária Novo Rio e a Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH) iniciaram hoje (21) uma campanha com os usuários do terminal contra a hepatite. O mutirão de testes ocorre das 10h às 17h, no setor de embarque superior, e se repetirá nos dias 22 e 25. O principal objetivo é identificar possíveis portadores da infecção viral que possam ser encaminhados para tratamento.

Os testes são gratuitos e serão feitos por enfermeiros voluntários em adultos maiores de 40 anos.

Segundo a assessora de Relações Públicas da concessionária, Beatriz Lima, a campanha é importante para alertar a população de uma doença que muitas vezes é desprezada, mas que é perigosa. "Ainda mais aqui na rodoviária, onde passam diariamente 50 mil pessoas por dia. O risco de haver uma transmissão existe. É uma doença silenciosa, que muitos sequer sabem que têm."

Após os resultados dos exames, que saem imediatamente, em caso da pessoa ser portadora da doença, há um encaminhamento para clínicas públicas ou particulares para o tratamento da hepatite.

Estrangeiros

Durante os Jogos Rio 2016, a Rodoviária Novo Rio deverá receber cerca de 2,4 milhões de pessoas diariamente. Beatriz afirmou que esse também é um bom motivo para ficar alerta ao tema.

"Desse número [2,4 milhões], 250 mil são estrangeiros, que assistirão aos jogos e também passearão pelo Rio. Como aqui há essa grande circulação de pessoas, achamos oportuno e muito benéfico realizar a ação. É o momento exato para combater a doença", acrescentou.

Suellen Torres, da Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH), explicou que a hepatite tem três níveis: A, B e C. Segundo ela, apenas o último nível está sendo examinado no terminal rodoviário. Para Suellen, a doença que ainda afeta grande parte da população brasileira.

"É muito perigosa, sem dúvida. Ainda mais por ser uma doença que muitos não sabem que têm e não procuram saber. Estamos participando dessa ação nos colocando à total disposição daqueles que forem diagnosticados com a hepatite C para irem até nossa sede, em Ipanema, receber acompanhamento todas as terças feiras. Ainda não disponibilizamos medicamentos. Por isso, daremos um encaminhamento para o paciente ser atendido em clínicas. Mas garanto que essa nossa avaliação semanal é um diferencial na recuperação dos enfermos", afirmou.

Sintomas

Hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado, sendo considerada a pior entre os três níveis da doença. É causada pelo vírus C, com transmissão ocorrendo por meio do contato com sangue contaminado, seja por transfusão, acidentes com material contaminado, no caso de trabalhadores na área da saúde, ou por meio de drogas injetáveis.

O surgimento de sintomas em pessoas com hepatite C aguda é muito raro. Entretanto, os que mais aparecem são cansaço, tontura, enjoo e/ou vômito, febre, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

De acordo com o Fundo Mundial para a Hepatite da Organização das Nações Unidas, cerca de 500 milhões de pessoas no mundo estão infectadas com os vírus da hepatite B e C, mas apenas 5% delas sabem que têm a doença. No Brasil, existem cerca de 1,5 milhão de pessoas infectadas pela hepatite C, responsável por 70% das hepatites crônicas e 40% dos casos de cirrose.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos