Intenção de consumo dos paulistanos tem alta de 3,3% em julho

Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil

O ICF apresentou alta de 3,3% em julho na comparação com o mês anterior, ao registrar 65 pontos, ante os 63 vistos em junhoMarcello Casal/Agencia Brasil

O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) - apurado mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) - apresentou alta de 3,3% em julho na comparação com o mês anterior, ao registrar 65 pontos, ante os 63 vistos em junho (o pior resultado desde 2010). No comparativo com o mesmo período do ano passado, houve queda de 14%.

O ICF varia de 0 a 200 pontos, sendo que abaixo de 100 pontos significa insatisfação e acima de 100, satisfação em relação às condições de consumo.

Segundo os dados, o item Emprego Atual atingiu 91,6 pontos, alta de 4,7% em relação a junho, e o item Perspectiva Profissional ficou no patamar de satisfação com 101,2 pontos: 3,7% superior ao do mês anterior. "Desta forma, a maioria dos paulistanos considera que pode haver uma melhoria profissional nos próximos seis meses. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve alta de 5,7% - primeira vez desde outubro de 2014 que o item apresentou elevação interanual", diz a FecomercioSP.

A pesquisa mostra ainda que o Nível de Consumo Atual aumentou 4,7% na comparação com junho, mas continua com a pior avaliação entre os itens analisados na pesquisa, com 36,9 pontos. "São cerca de 70% das famílias da capital paulista dizendo que estão gastando menos do que no mesmo período do ano anterior", informa a FecomercioSP. O item Perspectiva de Consumo cresceu 4,6% e registrou, em julho, 52,7 pontos, o que indica que a intenção de consumir continua baixa.

O item Momento para Duráveis aumentou de 1,1% passando para 38,7 pontos, mas isso significa que 79% dos paulistanos consideram um mau momento para compra de uma TV, geladeira, fogão etc. O Acesso a Crédito teve queda de 0,2% e manteve o patamar dos 62 pontos (62,2 pontos em julho e 62,3 pontos em junho).

Segundo a assessoria econômica da FecomercioSP, por mais que a inflação esteja diminuindo, ainda pressiona o orçamento das famílias. "Os paulistanos permanecem insatisfeitos com o nível de sua renda, considerando-a inferior na comparação com o ano passado". O item Renda Atual teve alta de 3,4% passando de 69,6 em junho para 72 pontos neste mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos