Durante treino no Rio, Usain Bolt inspira jovens atletas cariocas

Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

O encontro com o ídolo Usain Bolt deixou João Victor e Silva Souza, de 16 anos, emocionado. "Eu faço atletismo. Ele inspira muito a gente". Junto a outros integrantes da delegação da Jamaica, Bolt treinou hoje (2) no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Penha, zona norte do Rio, e foi lá, antes de um dos treinos do ídolo, que João Victor, ao lado de outros jovens de comunidades do Rio, tirou uma foto com o astro do esporte, que teve grande repercussão após ser publicada nas redes sociais do jamaicano, especialmente pela mensagem do atleta.

"Eles dizem que estas crianças são de comunidades mais perigosas aqui do Rio. Elas são nosso futuro e estou muito feliz de ter me reunido com eles # Rio 2016", escreveu Bolt no Facebook.

João Victor, que mora na Comunidade Marcílio Dias, na Penha Circular, zona norte do Rio, disse que Bolt ficou assustado com a quantidade de jovens que estavam no Cefan, mas se mostrou uma pessoa normal, simpática e humilde. "Ele chegou meio assutado e falou hello [olá]. A gente respondeu e fez o raio com ele para a foto. Àquela distância que fiquei dele, já fiquei muito feliz, porque ele é uma inspiração. Ficar perto de uma inspiração minha me deixou sem palavras", disse o jovem.

O jamaicano Usain Bolt tirou foto com jovens de comunidades  do Rio que treinam no Centro de Educação Física Almirante Adalberto NunesReprodução/ Facebook Usain Bolt

Preparação

Depois do encontro, o corredor foi treinar e o jovem aproveitou para observar os movimentos do ídolo jamaicano bem de perto. Mesmo que por poucos minutos, prestou atenção no que ele faz para se preparar. "Foi muito bom ver ele treinando. Fui logo alongar minhas pernas. Ele também faz alongamento", disse. "Fico imaginando que o Bolt está me olhando e aí dou o meu máximo. Faço 100 metros em 11 segundos e 50 [centéssimos]. Está melhorando, porque fazia em 12".

Há quatro anos João Victor faz parte do Programa Forças no Esporte (Profesp) e compete em duas modalidades: 100 metros rasos e salto em distância. "Vou competir agora no dia 8 nos Jogos Escolares", disse, animado, o aluno da Escola Municipal Presidente Eurico Dutra, da Penha, que, aos 16 anos, tem 1,82 metro de altura.

Último treino no Cefan

Bolt chegou ao Rio na quarta-feira (27) e ficou hospedado em um hotel próximo ao Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, na zona norte do Rio. De lá seguia para os treinos no Cefan. Nesta quarta-feira (3) está prevista a ida da equipe de atletismo da Jamaica para a Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, onde ficarão hospedados até o fim dos Jogos Olímpicos.

Na última competição de que participou, a Diamond League de Londres, o homem mais rápido do mundo, como é chamado o astro jamaicano, correu a prova dos 200 metros rasos no dia 22 de julho e venceu com a marca de 19 segundos e 89 centéssimos, mostrando que ia chegar com força no Rio.

O Programa Forças no Esporte é feito pelo Ministério da Defesa, com apoio de outros órgãos do governo federal, para fazer a integração social e o desenvolvimento humano por meio da prática esportiva. Segundo o Ministério da Defesa, o projeto está presente em 74 cidades de 25 estados, em instituições vinculadas à Marinha, ao Exército e à Aeronáutica. Por ano, cerca de 16 mil crianças e adolescentes entre 7 e 17 anos participam das atividades.

O programa oferece, ainda, serviço médico, odontológico e de assistência social, coordenadores, transporte e monitores das organizações militares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos