Força-tarefa em São Paulo orienta sobre prevenção de acidentes de trabalho

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

Uma força-tarefa organizada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região leva hoje (3) orientações à população paulistana sobre a prevenção de acidentes no ambiente de trabalho. O evento começou às 9h no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, e segue até as 16h.

Renato Sabino Carvalho Filho, juiz titular da 62ª Vara do Trabalho, explica que o tema escolhido este ano, na quarta edição do evento, é a saúde mental do trabalhador. "Grande parte dos afastamentos do INSS [Instituto Nacional do Seguro Social] por questões psicológicas é por estresse e depressão. Na maior parte das vezes, estão relacionado ao trabalho pela pressão, pelo assédio moral. Não que todos os problemas mentais sejam em decorrência do trabalho. Muitas vezes, além do trabalho, existe uma questão familiar ou outro problema", disse.

Segundo o juiz, a ação de hoje integra o Programa Trabalho Seguro, que tem como objetivo promover a saúde e segurança do trabalhador. "Temos juízes e procuradores do trabalho aqui para tirar dúvidas da população com relação a questões trabalhistas. Muitas vezes, a lei trabalhista está sendo violada no ambiente de trabalho e as pessoas nem ficam sabendo".

Exames de saúde

No evento, são oferecidos também exames de glicemia, pressão arterial, visão e orientações sobre alimentação saudável. Grande parte do público presente na manhã de hoje estava interessada em fazer esses testes.

Um deles era Augusto César Martins, de 82 anos. Mesmo aposentado, Augusto conta que continua cuidando da saúde. "Pensei que estava com diabetes, mas meu resultado deu normal. Pressão também. Estou contente", disse. Antes de se aposentar, ele trabalhava como supervisor de cobrança, mas, apesar da pressão pelo tipo de trabalho, ele conta que não se deixava levar pelo estresse.

Luzia de Almeida Lima, de 66 anos, já foi metalúrgica. Ela também sempre se preveniu contra acidentes nesse ambiente que costuma oferecer riscos. "Eu tinha muita coragem. Na metalúrgica sempre tem um certo perigo. Eu pegava as folhas metálicas e colocava numa máquina, o único acidente que sofri foi torcer o pé, mas isso acontece em qualquer lugar", disse ela.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos