Campeões do mundo e olímpico, Alemanha e México empatam em 2 a 2 na Fonte Nova

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

A primeira partida de futebol da Olimpíada Rio 2016 em Salvador foi debaixo de chuva. Na capital baiana, dois anos depois de derrotar o Brasil por 7 a 1 na Copa do Mundo, a Alemanha enfrentou o México, atual campeão olímpico, numa partida que terminou em 2 a 2.

Foi a primeira vez da seleção alemã em gramados brasileiros desde a histórica partida de 8 julho de 2014. Da seleção que derrotou o Brasil na época, apenas o zagueiro Matthias Ginter, 22 anos, jogou a disputa olímpica de hoje.

Sob a chuva que caiu durante quase toda a da partida, os jogadores foram bem recebidos pela torcida que esteve presente, apesar de não ter lotado a Arena Fonte Nova. O público se empolgou principalmente com as jogadas do México, com gritos de guerra e aplausos das arquibancadas.

Entre os torcedores do país norte-americano, alguns desejavam uma "vingança mexicana" pelo resultado da Alemanha contra o Brasil em 2014. "A gente tomou uma surra da Alemanha, agora devemos nos vingar com o México. Espero o 6 a1, mas acho que será 1 a 0 para o México", arriscou o vendedor Michel Lobo no começo da partida.

O mexicano Antonio Díaz, que chegou à Bahia no último sábado (30), também torcia por uma revanche em nome dos brasileiros. "O México vai vingar o Brasil. Espero um placar de 2 a 0 para a minha seleção", disse o contador.

No entanto, a derrota brasileira para a Alemanha não era a única explicação para a preferência pelos mexicanos, segundo o engenheiro Evandro Cordeiro. "Estou torcendo pelo México principalmente porque é latino-americano, porque precisamos valorizar o nosso continente, não tem nada a ver com a derrota da Copa", disse.

Torcida alemã

Apesar do 7 a 1, também havia brasileiros na torcida alemã desta quinta-feira. O advogado Fábio Massa disse que sua escolha se baseou apenas na qualidade do time e pelo carisma dos alemães durante a Copa do Mundo passada. "Eu escolho o melhor time. Não vou ser prego de torcer pelo mais fraco. Na verdade a Copa do Mundo me agradou, [o modo] como eles se comportaram, tiveram muito carisma conosco", disse o torcedor.

A médica Taíse Pedreira também se juntou à torcida alemã na Fonte Nova. Para ela, o que vale é torcer por quem se deu bem na Copa do Mundo. "O México está jogando melhor, mas estou olhando a tradição. O futebol bonito merece a minha torcida, por isso não tem problema por termos sido goleados na copa", declarou a baiana.

O alemão Joshua James Husen, que mora no Brasil há seis semanas, pediu "desculpas" aos brasileiros pelo Mineiraço, mas disse que seu país mereceu o título e vai buscar novas vitórias na Olimpíada.

Alemanha e México fazendo parte do Grupo C do futebol olímpico masculino. Pelo mesmo grupo, Fiji e Coreia também se enfrentam esta noite na Arena Fonte Nova.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos