Mediação de conflitos durante Jogos Olímpicos poderá ser feita via internet

Michèlle Canes - Repórter da Agência Brasil

O sistema de mediação via internet do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) poderá ser usado para solucionar problemas que envolvam tanto os Jogos Olímpicos como os Paralímpicos. Nesta sexta-feira (5), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) informou que questões relacionadas aos Jogos poderão ser tratadas usando o Sistema de Mediação Digital.

"A ferramenta permitirá acordos, celebrados de forma virtual, entre partes de um conflito que ocorrer entre espectadores, participantes da Rio 2016 e o próprio Comitê Olímpico. A medida faz parte do termo de cooperação técnica assinado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e o Conselho Nacional de Justiça [CNJ] e terá validade até maio de 2017", diz nota no site do Conselho.

Segundo o CNJ, com o uso do sistema os julgamentos das ações serão mais rápidos. As empresas que fizerem a adesão ao acordo ficam obrigadas a manter o sigilo das informações das negociações que forem feitas. Nos casos em que as partes não chegarem a um acordo, será feita a mediação presencial.

Para acessar o sistema, o usuário deve acessar o site do CNJ.

 

>> Acompanhe aqui os jogos da Rio 2016

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos