Funcionários de empresa britânica são presos por venda ilegal de ingresso

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Policiais civis prenderam na sexta-feira (5) dois funcionários da empresa britânica THG por venda ilegal de ingressos dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A empresa THG teve seu nome envolvido no caso da máfia dos ingressos da Copa do Mundo de 2014, quando o presidente da empresa, James Stinton, foi preso.

Agora, um deles, um homem, foi autuado por associação criminosa, marketing de emboscada e facilitação de cambismo. Já a outra pessoa, uma mulher, contratada pela empresa para atuar como intérprete, foi autuada por marketing de emboscada.

Durante a ação, foram apreendidos mais de mil ingressos, que eram comercializados por valores mais altos do que o impresso no bilhete. As nacionalidades dos presos não foram divulgadas pela polícia. A investigação foi conduzida pelo Núcleo de Apoio a Grandes Eventos (Nage) da Polícia Civil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos