Arena da Amazônia se despede com empate entre Brasil e África do Sul

Bianca Paiva - Correspondente da Agência Brasil

A Arena da Amazônia ficou lotada no último dia de jogos do torneio olímpico de futebol em Manaus, no Amazonas. A partida mais esperada da noite dessa terça-feira (9), entre as seleções femininas do Brasil e da África do Sul, terminou em 0 a 0. No primeiro tempo, o técnico Vadão decidiu poupar as jogadoras titulares Marta, Formiga e Fabiana. Com uma lesão na coxa, Cristiane foi substituída por Debinha.

A falta de gols fez a torcida gritar várias vezes o nome de Marta. No segundo tempo, o apelo do público foi atendido. A jogadora entrou em campo, no lugar de Tamires e fez a alegria das mais de 38 mil pessoas presentes no estádio. Thaisa também foi substituída por Fabiana, mas as mudanças não foram suficientes.

Apesar do 0 a 0, as meninas do Brasil saíram do campo aplaudidas pela torcida. O resultado não muda a situação da seleção na competição, que está classificada para a próxima fase depois de vencer a China e a Suécia em ficou em primeiro na sua chave.

Estados Unidos x Colômbia

As seleções femininas de futebol dos Estados Unidos e da Colômbia protagonizaram a primeira partida da noite na Arena da Amazônia. O placar ficou em 2 a 2. O primeiro gol saiu de uma cobrança de falta da meio campo colombiana Usme aos 25 minutos. A goleira americana Hope Solo levou um "frango" ao deixar a bola passar entre as pernas.

O gol de empate das americanas foi marcado aos 41 minutos do primeiro tempo pela atacante Dunn, após duas grandes defesas da goleira colombiana Sepulveda. Aos 13 minutos, a atacante Pugh, que entrou no lugar de Rapinoe, fez o segundo gol dos Estados Unidos.

A Colômbia conseguiu igualar o placar aos 44 minutos do segundo tempo, de novo com Usme. O empate foi muito comemorado pelas jogadoras. Ao fim do jogo, elas aplaudiram a torcida como forma de agradecimento pelo apoio. Apesar do empate, os Estados Unidos, que venceram as duas partidas anteriores com a França e a Nova Zelândia, já estão classificados para a próxima fase do torneio olímpico de futebol.

Vaias

As americanas foram muito vaiadas pela torcida. Aos gritos de "zika", o público manauara também não perdoou a goleira Hope Solo, como ocorreu nas últimas partidas da equipe dos Estados Unidos. Antes de vir ao Brasil, a atleta publicou uma foto polêmica em uma rede social usando uma máscara, semelhante ao protetor utilizado por apicultores e mostrando uma grande quantidade de repelentes que levaria ao país para se proteger do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus Zika, da dengue e da febre chikungunya. Assim que chegou ao Brasil, a goleira pediu desculpas pela foto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos