Judocas congoleses da delegação de refugiados estreiam hoje na Rio 2016

Ivan Richard* - Repórter da Agência Brasil

Refugiados participam da Rio 2016 (Edgard Matsuki)Edgard Matsuki/Portal EBC

Representantes da inédita delegação olímpica de refugiados, os judocas congoleses Yolande Mabika e Popole Misenga estreiam hoje (10) nas Olimpíadas Rio 2016. A partir das 10h, Mabika compete na categoria 70 quilos feminino e Misenga vai ao tatame na categoria 90 quilos masculino.

No Parque Aquático da Barra, a nadadora síria Yusra Mardini, que já disputou uma prova esta semana, volta às piscinas nos 100 metros estilo livre, a partir das 13h. O nadador sírio Ramis Anis, de 20 anos, disputou ontem (9) uma das eliminatórias dos 100 metros livres. Na sexta-feira (12), os refugiados sul-sudaneses correrão nas pistas do Estádio Olímpico, disputando as provas de 400, 800 e 1.500 metros.

A Equipe Olímpica de Atletas Refugiados é uma iniciativa do Comitê Olímpico Internacional que tem apoio da Agência da ONU para Refugiados (Acnur). A equipe é composta por dez refugiados de quatro países, sendo dois nadadores sírios, dois judocas da República Democrática do Congo e seis corredores africanos - um da Etiópia, maratonista, e cinco do Sudão do Sul.

Todos os atletas tiveram que deixar seus países devido a conflitos, perseguições e violações dos direitos humanos, e encontraram refúgio na Alemanha, Bélgica, no Brasil, em Luxemburgo e no Quênia.

*Com informações da ONUBR

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos