Plataforma de largada da maratona aquática da Rio 2016 é destruída por ressaca

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Uma ressaca que atingiu a costa da cidade do Rio de Janeiro na madrugada deste sábado (13) destruiu a plataforma flutuante de largada da maratona aquática dos Jogos Olímpicos Rio 2016, na Praia de Copacabana. Segundo o Comitê Organizador do evento, a plataforma é composta por quatro módulos e as fortes ondas provocaram o desprendimento de dois deles, que foram parar na areia.

Um dos módulos já foi retirado da areia por um rebocador. O outro deverá ser retirado nas próximas horas por um guindaste terrestre.

Os organizadores informaram, no entanto, que a prova feminina de maratona aquática, marcada para a próxima segunda-feira (15), está mantida, porque uma plataforma reserva será rebocada para a Praia de Copacabana para substituir a estrutura danificada.

Na maratona aquática, os nadadores largam de uma plataforma flutuante e nadam dez quilômetros. As mulheres competem na segunda-feira e os homens, no dia seguinte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos