Depois de ficar verde por cinco dias, água da piscina do Maria Lenk é trocada

Edgard Matsuki - Repórter do Portal EBC

 

Depois de um trabalho que durou quase 11 horas, a água da piscina principal do Parque Aquático Maria Lenk foi totalmente trocada. A organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro anunciou neste domingo (14) que a operação foi feita para melhorar a qualidade da água, que há cinco dias estava verde, o que não é normal.

Na manhã deste domingo (14), a piscina principal recebeu as competições de nado sincronizado e a água já tinha uma tonalidade mais cristalina. "A água está muito melhor do que ontem. Ela pode precisar de um novo ciclo de 12 horas para mudar totalmente a sua aparência.

Durante toda a semana, a aparência esverdeada da piscina levantou polêmica entre atletas e organização dos jogos. A explicação oficial fala em "súbita mudança de alcalinidade da água". Andrada, sempre que perguntado sobre o assunto, afirmava que não havia risco para a saúde dos atletas.

Como as competições de natação acabaram, as partidas de polo aquático passarão a ser disputadas na outra piscina do Maria Lenk. Ainda serão disputadas no local as competições de nado sincronizado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos