Micale prevê jogo duro em semifinal contra Honduras

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

Após derrotar a Colômbia, o técnico da seleção masculina de futebol Rogério Micale espera um jogo difícil contra Honduras na semifinal. "O nosso pensamento como grupo é que nós vamos enfrentar uma equipe duríssima, que sabe jogar, que sabe sofrer e que, se nós não estivermos atentos, pode nos surpreender. Acho que vai ser um jogo duro. Mas eu também acredito que a nossa equipe está preparada para poder dar uma resposta", disse o treinador brasileiro em entrevista depois da partida vencida por 2 a 0 contra os adversários sul-americanos.

O jogo desse sábado (13) foi tenso, com desentendimentos em campo. Com diversas jogadas violentas, a Colômbia teve quatro jogadores punidos com cartões amarelos. O capitão brasileiro Neymar também recebeu um cartão após uma falta dura em Roa.

A atuação dos adversários atiçou os ânimos da torcida que encheu a Arena Corinthians, zona leste da capital paulista. Os colombianos foram vaiados durante o jogo. Ao todo, 41,5 mil pessoas foram ao estádio. Público que também impulsionou a seleção brasileira, com muita vibração e aplausos quando as jogadas se aproximavam do gol colombiano.

Provocações

Para Micale, os adversários passaram do limite. No entanto, na opinião do treinados braisleiro, apesar do momento de destempero de Neymar, a equipe conseguiu se conter diante das provocações. "Acho que a Colômbia exagerou nesse contato físico. E a equipe se portou muito bem. Ela soube sofrer hoje, manter o equilíbrio. Não entrou na provocação. Fomos provocados praticamente o jogo todinho", disse.

O técnico colombiano Carlos Alberto Restrepo acredita que o time ficou desorientado depois do primeiro gol do Brasil, marcado nos 12 minutos iniciais. "Para mim, o primeiro tempo foi perdido. O Brasil ganha tranquilidade com esse gol. Nós cometemos esse erro de barreira que nos custou esse 1 a 0", analisou.

Restrepo lamentou, inclusive, os desentendimentos durante a partida. "Poderíamos ter jogado melhor, não perdendo tempo brigando com o Brasil, inclusive em atritos feios, que não foram controlados pelo árbitro. Desperdiçamos a oportunidade de fazer um bom jogo", disse.

O embate da seleção brasileira contra Honduras está marcado para a próxima quarta-feira (17) no Maracanã, no Rio de Janeiro. A outra semifinal será disputada entre Alemanha e Nigéria, às 16h. Os vencedores se enfrentarão na decisão de sábado (20), também no Rio de Janeiro.

Para Micale, as últimas partidas disputadas pelos hondurenhos mostram o valor do próximo adversário do Brasil. "Nós temos todo o respeito. Nós sabemos da qualidade de Honduras. Ganhou da Argentina. Tirou, agora, no mata-mata, a Coreia, uma equipe forte".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos