Cirurgião português quer salvar siameses sírios

Marieta Cazarré - Correspondente da Agência Brasil

Os gêmeos Nawras e Moaz nasceram dia 23 de julho deste ano, em Ghouta, uma das regiões mais afetadas pela guerra na Síria. Os siameses, unidos pelo peito, partilham os intestinos, mas têm dois corações normais. O cirurgião português Gentil Martins, de 86 anos, se disponibilizou a operar os irmãos voluntariamente. Martins já realizou nove cirurgias semelhantes com sucesso.

Em uma carta divulgada pela Sociedade Médica Sírio-Americana, os médicos sírios afirmam que não têm meios para fornecer a cirurgia que os gêmeos precisam para sobreviver. Os bebês foram transferidos para a capital do país, Damasco, e estão sendo acompanhados pela mãe e por uma tia.

De acordo com o jornal português Público, o cirurgião pediu apoio, em um e-mail enviado à redação do jornal, para que alguma instituição possa arcar com os custos de viagem e hospitalização dos irmãos. De acordo com Martins, ele e sua equipe estão disponíveis para fazer o trabalho gratuitamente.

O período de avaliação, operação e recuperação (pós-operatório) deve levar pelo menos três semanas e os custos são elevados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos