Ministro diz que Eletrobras tem recurso suficiente para cobrir desvios

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Bezerra Filho, informou hoje (15) que as provisões financeiras feitas pela Eletrobras serão suficientes para cobrir eventuais prejuízos provocados por desvios relacionados às investigações em torno da operação Laja Jato.

"A Eletrobrás já tem provisionado um bom valor e pelas informações que a gente tem da auditoria independente e das empresas internacionais, o valor provisionado é suficiente para cobrir qualquer tipo de prejuízo que, evidentemente, vai ser apontado por desvios na empresa", afirmou, após encontro com empresários na sede da Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp).

Na avaliação do ministro, o esforço que vem sendo feito em torno da governança da estatal permitirá que, até outubro próximo, seja assinado o balanço financeiro, permitindo a entrega dos documentos exigidos para que as ações da empresa possam voltar a ser negociadas na Bolsa de Nova York.

Bezerra filho também manifestou estar animado em relação à possibilidade de êxito na segunda etapa do leilão de transmissão de energia, que ocorrerá no próximo dia 2 de setembro, em que serão ofertados 25 lotes de empreendimentos para os estados de Bahia, Ceará, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. Para o ministro, os negócios devem atingir a soma esperada de R$ 12,6 bilhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos