Polícia confirma que nadador Ryan Loch retornou aos EUA na segunda-feira

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

 

A Polícia Federal informou hoje (17) que o nadador norte-americano Ryan Lochte deixou o Brasil, em voo comercial, com destino aos Estados Unidos, na última segunda-feira (15), um dia antes da ordem  emitida pela Justiça do Rio para a apreensão do passaporte do atleta, em consequência da investigação sobre um suposto assalto que ele teria sofrido na madrugada do último domingo.

A juíza Keyla Blanc De Cnop, do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, determinou a expedição de mandados de busca e apreensão dos passaportes de  Lochte e do também nadador dos EUA James Feigen, envolvido no mesmo caso.  A decisão da juíza foi tomada com base em requerimento do Ministério Público do Rio de Janeiro.

A juíza aponta possíveis divergências nos relatos dos nadadores. Em depoimento à Polícia Civil,  Ryan Steve Lochte afirmou que ele e Feigen teriam sido abordados por um assaltante, que exigiu a entrega de todo o dinheiro (US$ 400).

Em outro depoimento, o nadador James Ernst Feigen contou que os atletas foram surpreendidos por alguns assaltantes, mas que apenas um deles estava armado.
Outra possível contradição apontada pela magistrada é sobre o comportamento dos atletas na chegada à Vila Olímpica, na Barra da Tijuca, na madrugada de domingo (14), após terem participado de uma festa na zona sul do Rio.

"Percebe-se que as supostas vítimas chegaram com suas integridades físicas e psicológicas inabaladas, fazendo, inclusive, brincadeiras uns com os outros", afirma a magistrada, com base nos registros das câmeras de segurança da Vila Olímpica.

A Polícia Federal informou, ainda, que em referência ao caso envolvendo os dois nadadores, a instituição apoia as investigações da Polícia Civil do Rio de Janeiro. O apoio consiste na difusão, nos sistemas de controle migratórios, da decisão judicial que determinou a apreensão dos passaportes dos estrangeiros.

Já a Polícia Civil informou, em nota, que a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) informou que, na manhã de hoje (17), policiais civis compareceram à Vila dos Atletas para cumprir a ordem judicial, contudo, os  Lochte e Feigen não foram localizados.

As investigações estão em andamento. A Polícia Civil pede ao taxista que transportou os atletas, da festa na Hípica até a Vila dos Atletas, que entre em contato com a Deat ou com a Central de Atendimento ao Cidadão (CAC) pelos telefones (21) 2334-8823 ou 2334-8835 ou pelo chat https://cacpcerj.pcivil.rj.gov.br.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos