Castelo da Fiocruz ganha iluminação amarela para alertar sobre o suicídio

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

Para alertar as pessoas sobre a prevenção ao suicídio, o Castelo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), na zona norte do Rio de Janeiro, ficará iluminado de amarelo durante todo o mês de setembro. A cor amarela significa vida, luz, alegria e serve de contraponto simbólico do problema. O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é no dia 10 de setembro.

A campanha pretende chamar atenção para o assunto que ainda é tratado como tabu pela sociedade  e um problema de saúde pública. A cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo, o que representa mais de 804 mil mortes por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios, segundo a organização, com 32 mortes por dia no país.

Cerca de 75% dos casos de suicídio ocorrem em países de rendas média e baixa. De acordo com especialistas, uma das maiores causas de tentativas de suicídio são os transtornos depressivos. Os estudiosos dizem que quem tenta suicídio pede ajuda.

Dentre as estratégias de prevenção, está a capacitação de profissionais da área de saúde em urgências psiquiátricas e suicidologia e campanhas para romper preconceitos contra pessoas que cometem suicídio e suas famílias. Estudos da fundação mostram que o suicídio está fortemente associado à impulsividade e a desesperança, bem como falta de apoio social e a solidão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos