Obama pede aumento de sanções contra a Coreia do Norte

Da Agência Ansa

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta terça-feira (6) a ampliação de sanções contra o governo da Coreia do Norte, especialmente após o lançamento de novos mísseis na região.
Em declaração durante a cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), realizada em Laos, Obama disse que as provocações norte-coreanas apenas irão fazer com que o regime comunista se torne cada vez mais isolado. As informações são da Agência Ansa.

O líder norte-americano reiterou, após encontro com a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, que o diálogo com o governo de Kim Jong-un (o presidente da Coreia do Norte) permanece aberto, no entanto.
Park, por sua vez, afirmou que os testes nucleares e de mísseis norte-coreanos representam uma ameaça para a segurança de toda a península.

Filipinas

Xingado pelo presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, Obama cancelou um encontro com o mandatário que seria realizado em Laos. "O presidente não terá uma reunião bilateral com Rodrigo Duterte", declarou o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Ned Price.

Duterte, por sua vez, pediu desculpas e disse ter se arrependido das declarações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos