Greve de ônibus deixa 25 mil pessoas sem transporte no ABC Paulista

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

Funcionários de cinco empresas de ônibus intermunicipais da região do ABC Paulista estão em greve, afetando 25 mil passageiros. Motoristas e cobradores reclamam de atraso no pagamento dos salários.

Segundo a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), gestora do serviço, estão paralisadas as viações São Camilo, Urbana, Imigrantes, Riacho Grande e Triângulo. No total, 17 empresas atendem à região do ABC Paulista.

A EMTU informou que não tem pendências financeiras com as empresas, incluindo o repasse do subsídio que garante a gratuidade para estudantes e idosos. As empresas serão autuadas e poderão receber multas, cujos valores ainda não foram estipulados.

De acordo com a EMTU, os contratos dessas empresas estão prestes a vencer. No dia 19 deste mês, uma audiência definirá novas concessões para o serviço de transporte intermunicipal.

Os usuários de ônibus intermunicipais na grande São Paulo vêm enfrentando, nos últimos meses, constantes paralisações no transporte gerenciado pela EMTU. Os mais prejudicados são os passageiros da cidade de Mauá.

A Agência Brasil não conseguiu contato com o Sindicato dos Rodoviários do ABC e com as empresas de ônibus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos