Halterofilista nigeriano quebra recorde e leva ouro; brasileiro fica em quarto

Marília Arrigoni - Do Portal EBC

 

Nigeriano Roland Ezuruik vence a competição de halterofilismo masculino até 54kg e leva o ouroReuters/Pilar Olivares/Direitos Reservados

A torcida brasileira se rendeu ao nigeriano Roland Ezuruik na competição de halterofilismo masculino até 54kg, que aconteceu na tarde de hoje (9), no Pavilhão 3 do Riocentro. O atleta fez história nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, conquistando o ouro após quebrar dois recordes na categoria.

Ezuruik iniciou a prova com 185kg, passou para 190kg e encerrou com 200kg, o novo recorde. O segundo lugar ficou com o chinês Wang Jian (170kg) e o bronze com o grego Dimitrios Bakochristos (162kg).

Esperança de pódio para o Brasil, o halterofilista Bruno Carra acabou não levando medalha. Nas duas primeiras tentativas, o atleta apostou no levantamento de 162 kg. Na terceira, Carra tentou elevar 163 kg, mas foi penalizado por um erro ao deixar encostar a barra no peito e subir muito rápido.

Brasileiro

Com o resultado, apesar de ser o melhor do país numa Paralimpíada, o brasileiro deixou o bronze para Dimitrius Bakochristos.

"Abri mão de tudo na minha vida para me dedicar a isso. Tive a chance de mudar essa história [do Brasil não ter medalha no halterofilismo paralímpico nem olímpico], mas acabei errando de maneira tão besta. Ninguém tem ideia do que medalha muda na vida de um atleta", lamentou Bubu, como é conhecido pela torcida.

Bruno foi prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015 e de Guadalajara de 2011.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos