TSE nega recurso do PSDB contra candidatura de Fernando Pimentel em 2014

Leo Rodrigues - Correspondente da Agência Brasil

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negaram por unanimidade um recurso apresentado pela Coligação Todos por Minas, que tinha Pimenta da Veiga (PSDB) como candidato ao governo de Minas Gerais em 2014. Eles denunciavam o atual governador Fernando Pimentel (PT) e seu vice, Antônio Andrade (PMDB), por suposto abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação durante as eleições.

A decisão do TSE foi publicada ontem (8). No recurso, a coligação sustentava que a chapa de Pimentel havia usado verba pública para custear propaganda em outdoors, jornais, internet e rádio. Os denunciantes também alegavam que uma estratégia de comunicação de massa tinha sido traçada com a única finalidade de prejudicar eleitoralmente a candidatura do PSDB.

O ministro Gilmar Mendes, relator do processo, disse não ver gravidade capaz de levar à condenação do governador e seu vice. Conforme a decisão, não está afastada a possibilidade de as publicidades irregulares serem analisadas em outra ação e em conjunto com outros possíveis ilícitos eleitorais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos