Presos no estado do Rio 11 candidatos que desrespeitaram lei eleitoral

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

A prática de delitos eleitorais levou à prisão 11 candidatos no estado do Rio de Janeiro até às 14h30, informou hoje (2) o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ). Segundo a diretora-geral do órgão, Adriana Brandão, a maior parte das detenções em flagrante foi por boca de urna.

Os municípios de Paty dos Alferes e Comendador Levy Gasparian registraram duas prisões, e as sete restantes foram em Areal, Barra Mansa, Guapimirim, Iguaba Grande, Itaguaí, Petrópolis e Rio de Janeiro.

O TRE não informou se os candidatos presos disputavam o cargo de vereador ou prefeito. Outras cinco ocorrências envolvendo candidatos foram registradas, mas sem a prisão dos concorrentes.

As ocorrências sem a participação de candidatos somaram 219 até às 14h30, sendo 106 com prisão. Na capital, 31 ocorrências foram anotadas e 23 resultaram em detenções em flagrante.

O levantamento de urnas que precisaram ser substituídas contabiliza 574 equipamentos trocados até às 15h em todo o estado - 172 na capital.  O número foi considerado normal por Adriana Brandão, que comparou que, em 2014, 570 urnas haviam sido substituídas até a emissão do relatório das 15h.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos