Um candidato e quatro eleitores são presos por crime eleitoral em São Paulo

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

O candidato a vereador, Geoz Vieira da Silva, que disputa uma vaga pelo PMDB na Câmara Municipal de Tupã, no oeste paulista, distante cerca de 436,3 quilômetros da cidade de São Paulo, foi preso por fazer campanha eleitoral no dia de hoje (2). As informações constam do primeiro boletim divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Fazer propaganda no dia das eleições é crime previsto no Artigo 39 da Lei das Eleições 9.504/97. Outras quatro pessoas foram detidas pelo mesmo motivo, sendo duas delas na cidade de Mairiporã, uma em Guarulhos e uma no município de Cardoso.

Até às 10h30, o número de urnas substituídas no estado somaram 102 de um total de 93.313, o equivalente a 0,11%. Todas as trocas foram por urnas eletrônicas. Na capital paulista, tiveram de ser substituídas 25 urnas, ou 0,10% do total (25.126).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos