PSDB anuncia apoio a candidatos do PSB em Pernambuco e neutralidade no Rio

Mariana Jungmann - Repórter da Agência Brasil

O  PSDB  teve  crescimento "vertiginoso" no  primeiro turno  da  eleição  municipal,  afirma o senador Aécio Neves, presidente do partido Arquivo/Agência Brasil

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), comemorou hoje (4) o que considerou o melhor resultado eleitoral do partido em seus 28 anos de existência.

Ao fazer um balanço sobre o desempenho dos tucanos no primeiro turno da eleição municipal, Aécio anunciou o apoio do partido aos candidatos do PSB em Recife e Olinda e neutralidade no Rio de Janeiro no segundo turno.

De acordo com o senador, o apoio a Geraldo Júlio, em Recife, e Antônio Campos, em Olinda, são uma forma de retribuir a adesão do PSB à sua candidatura presidencial no segundo turno de 2014.

"É uma forma de homenagear, não apenas um partido importante, mas também a memória do ex-governador Eduardo Campos", afirmou Aécio. Campos, morto em acidente de avião no início da campanha de 2014, era irmão de Antônio Campos, que disputa o segundo turno em Olinda.

No Rio de Janeiro, Aécio disse que o PSDB mantém-se neutro na segunda rodada de votação. O senador ressaltou que o PSDB não tem proximidade ideológica com Marcelo Crivella, do PRB, e não poderia apoiar Marcelo Freixo, do PSOL, que dedicou sua chegada ao segundo turno aos militantes que consideraram um golpe o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. "Nosso caminho será não dar apoio formal a nenhuma das duas candidaturas."

Balanço

Sobre os resultados do PSDB no primeiro turno da eleição municipal, Aécio destacou que o partido elegeu 14 candidatos em cidades com mais de 200 mil habitantes, o que significa 17 milhões de votos. Ele enfatizou a vitória de João Doria em São Paulo, derrotando o prefeito Fernando Haddad, que concorria à reeleição pelo PT.

Para o presidente do PSDB, o partido "teve um crescimento vertiginoso", enquanto seu principal adversário, o PT, "foi simplesmente dizimado em algumas regiões do país". "Portanto, é uma demonstração clara do fracasso, da derrocada do falacioso discurso do golpe, do oportunista discurso da vitimização que o PT alardeou por todo o país. Não fomos nós, do PSDB, foi a população brasileira que rechaçou esse discurso. O PT terá que encontrar um novo caminho para reconciliar-se minimamente com os setores da sociedade que dele já estiveram próximos", afirmou.

Quanto ao segundo turno, Aécio Neves lembrou que o PSDB ainda disputará 19 prefeituras de municípios com mais de 200 mil eleitores, podendo chegar a comandar um terço das maiores cidades brasileiras. "Tivemos vitórias muito expressivas, como a de São Paulo, mas o PSDB cresceu em todas as regiões do país, tanto em número de prefeituras, quanto de habitantes a serem administrados pelo partido."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos